Rindo com Seus Filhos

Essa mensagem já foi acessada por 10241 pessoas.

2.75 / 5 - 4
Comente

Era uma vez um pai que queria economizar luz na sua casa. Já
havia ameaçado seus filhos de várias maneiras sem ter sucesso,
pois eles continuavam deixando as luzes acesas.

Até que um dia ele fez um cartaz com o nome de cada membro da
família e colou na parede. Cada vez que uma pessoa apagava uma
lâmpada que outro deixara acesa, ganhava um "X". Após uma
semana quem possuía mais "X" ganhava 5 pontos e o jogo
começava de novo. Quando alguém atingia 30 pontos, ganhava um
prêmio.

Meses depois, bastava deixar uma luz acesa por 5 segundos para
que alguém viesse correndo apagá-la.

Eu sei o que vocês estão pensando... Que isto durou pouco
tempo. É verdade! Mas uma coisa é certa: daqui a 10 anos ou
mais, quando alguém falar sobre economizar energia com estes
filhos, eles dirão: "Meu pai era doido. Você nunca vai
imaginar o que ele nos mandava fazer".

E eles vão rir novamente lembrando daquele tempo. Raramente o
divertimento é uma coisa cara, difícil de se conseguir.

Divertimento é montar uma barraca no fundo do quintal e dormir
lá com os filhos.

É ir ao parque durante a semana de aulas e dizer quando se
está no trânsito: "O próximo carro que nós ultrapassarmos vai
estar sendo dirigido pelo tipo de homem com quem a Maria ou
João vai casar" (ao invés de Maria, ou João, diga o nome de um
dos seus filhos).

Ao se aproximar do carro, todos procurarão ver o motorista. As
crianças certamente vão gargalhar e você terá que procurar
manter a compostura.

É claro que existem perigos em todos estes exemplos. Você
poderia pegar pneumonia dormindo no quintal; e nós sabemos que
dormir tarde durante a semana de atividades escolares não é
bom. Também aquele homem no carro poderia não gostar da
brincadeira...

Mas provavelmente vale a pena, pelo menos de vez em quando, só pelas gargalhadas que a família dará junto.

Chegará o dia em que você terá que chorar com eles. Eles poderão ter 13 ou 33 anos e vocês colocarão os braços ao redor um do outro e passarão juntos pelas crises da vida.

Não há lar imune a este tipo de experiência. Mas a vida familiar precisa ser como uma tapeçaria, entrelaçando tempos difíceis com momentos de risos.

Quando eles eram pequenos, você fazia cócegas neles para fazê-los rir... Nunca pare. Faça seus filhos sorrirem, não porque ganharam um presente que desejavam, mas porque vocês viverão juntos uma situação engraçada.

Procure alguma outra criança que não teve a benção de ter pais como vocês e riam um pouco com ela.









Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!