Letra da Música: Soneto de Martha (La flor ilimitada) - Vinicius de Moraes

Esse letra de Vinicius de Moraes já foi acessado por 234 pessoas.

Comente

A música Soneto de Martha (La flor ilimitada) fez muito sucesso quando foi gravada por Vinicius de Moraes. Que tal aprender a tocar outras músicas? Veja cifras de Vinicius de Moraes e toque as músicas que mais gosta no violão ou guitarra.


Teu rosto amada minha
É tão perfeito
Tem uma luz tão cálida e divina
Que é lindo vê-lo quando se ilumina
Como se um cílio ardesse no teu peito
É tão leve teu corpo de menina
Assim de amplos quadris e de busto estreito
Que dir-se-ia uma jovem dançarina
De pele branca e fina
De olhar direito
Deveria chamar-te claridade
Pelo modo espontâneo
Franco e aberto
Com que encheste de cor meu mundo escuro
E sem olhar, nem vida, nem idade.
Me deste em tempo certo
Os frutos verdes deste amor maduro.

Quer fazer uma correção nesta letra?







    Comentários (0) Postar um Comentário

    Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!