Fernando Eiras

Essa celebridade já foi acessada por 13037 pessoas.

Comente
Nome completo:
Fernando Eiras
Significado do nome:
Significa ousado e indica um batalhador incansável, que age por impulso mas leva até o fim tudo o que começa. E quase sempre consegue resultados positivos. As idéias inspiradas e o amor à liberdade são outras das suas características mais marcantes.

Biografia

Ator e roteirista brasileiro, Fernando Antônio Alvim Eiras nasceu no dia 21 de fevereiro de 1957, no Rio de Janeiro. Ele pertence à geração formada no Tablado, escola de dramaturgia que cursou no período de 1972 a 1974 por incentivo do encenador Ziembinski, o qual conheceu por intermédio do pai, o radialista Haroldo Eiras.


No período em que permaneceu no Tablado, tomou parte na remontagem de 3 peças da autora Maria Clara Machado: “O Boi e o Burro No Caminho de Belém”, “O Embarque de Noé” e “A Volta do Camaleão Alface”. Em 1977, participou do musical “Faça do Coelho, o Rei”, com o diretor Luiz Mendonça. A partir de então esteve em muitos espetáculos, entre eles, “A Flor do Milênio”, “Ensaio nº 4”, “Mahagonny”, “Uma Estória de Borboletas” e “Bumba Meu Boi”, tendo mais de 10 peças no currículo.


Já na TV, sua estreia foi na rede Globo, na novela “Sinal de Alerta” (1978). Participou também de “Água Viva” (1980), “Sétimo Sentido” (1982) e “Eu Prometo” (1983). Em 1984 foi transferido para a rede Manchete, na qual fez as minisséries “Marquesa de Santos” e “Santa Marta Febril”, e as novelas “Dona Beija”, “Tudo ou Nada” e “Olho por Olho”.


O ator permaneceu na Manchete até 1988, voltando a atuar apenas em 1993 na minissérie “Agosto” e na novela “Pátria Minha”. Retornou à Manchete em 1996 para participar de “Xica da Silva” e, quando as gravações acabaram, transferiu-se para o SBT a fim de fazer parte do remake “O Direito de Nascer”, que foi ao ar em 2001. Depois, retornou à Rede Globo, na qual permanece até hoje, trabalhando atualmente em “Guerra dos Sexos”.


A estreia de Fernando no cinema aconteceu em 1995 com “O Mandarim”, e desde então teve quase 10 trabalhos cinematográficos – alguns como roteirista. Artista bem-sucedido, ele ainda foi premiado como melhor ator por “Incuráveis”, “Hamlet” e “O Mandarim”.








Comentários (1) Postar um Comentário

fortunato miranda comentou:

Fernando Eiras tambem fez a novela "Pai Heroi" de Janete Clair...