Carolina Ferraz

Essa celebridade já foi acessada por 5947 pessoas.

Comente
Nome completo:
Maria Carolina Álvares Ferraz
Significado do nome:
Variação de Carla, indica uma pessoa voluntariosa, que adora dominar as outras. Chega a ser considerada fria e calculista, mas revela seus nobres sentimentos sempre que alguém precisa dela.
Data de nascimento:
25/01/1968

Biografia

É uma atriz, bailarina, apresentadora e modelo brasileira,2 célebre por sua atuação em novelas da Rede Globo.

Originária de uma família pobre, seu pai, Ladislau, foi assassinado em Goiânia por um pistoleiro a mando de um empresário a quem prestava consultoria. A mãe de Carolina, Griscelda, começou a sofrer ameaças de morte do assassino do marido. Desesperada, saiu de Goiânia com Carolina, que tinha 14 anos, e mudaram-se para a cidade de São Paulo, onde já moravam os irmãos mais velhos da atriz, Guilherme e Maria Eugênia, que trabalhavam para ajudar a família. O irmão, homossexual, morreu vítima de AIDS, aos 29 anos, depois de sete anos de agonia.3 Ao chegar a São Paulo tentou carreira de modelo, tirando fotos e fazendo inscrições em agências, conseguindo alguns trabalhos de desfile. Estudava balé em Goiânia, mas não tinha terminado. Trabalhando como modelo, conseguiu pagar seus estudos para continuar a estudar balé e conseguiu se tornar bailarina diplomada pelo Royal Ballet. Com diploma em mãos, já poderia ajudar mais a família e então começou a dar aulas de balé para criança pequenas em São Paulo. Foi professora dos 14 até seus 16 anos.

Em 1987, aos 19 anos, estreou na televisão como apresentadora, e, acabou dividindo a instável carreira nas passarelas com a apresentação de atrações como o Shock e o Programa de Domingo, da extinta Rede Manchete. Nessa época, já cursava teatro. Por diversas ocasiões foi convidada pelo diretor Jayme Monjardim a atuar em produções dramatúrgicas, porém recusou todas as propostas, até que, em 1990, após ser ameaçada de demissão acabou topando o desafio de estrear como atriz ao participar da novela Pantanal.5 Sua participação estendeu-se somente à primeira fase da trama assinada por Benedito Ruy Barbosa, no papel de Irma, que posteriormente seria vivida por Elaine Cristina. Depois dessa primeira experiência nunca mais parou de atuar.

Ainda na Manchete, realizou outros trabalhos voltados para a dramaturgia, entre eles, protagonizou duas minisséries, O Fantasma da Ópera e Floradas na Serra, ambas de 1991. Em 1992, transferiu-se para a Rede Globo, onde permanece até os dias atuais com contrato exclusivo. Nesse ano, apresentou o dominical Fantástico, onde dividiu a bancada com Celso Freitas e Doris Giesse.1 No ano seguinte, ainda despontou como apresentadora de alguns episódios do interativo Você Decide.

Também em 1993 fez sua estreia em novelas do canal ao integrar o elenco de O Mapa da Mina. Ainda esse ano, estreou no cinema com o filme Alma Corsária, em que interpretou a prostituta Angel. Em 1994 foi alçada uma das protagonistas da novela Pátria Minha, como Beatriz, personagem que na sinopse original formaria um triângulo amoroso composto por Alice e Rodrigo. No entanto, foi surpreendida ao descobrir-se grávida, o que acarretou a uma mudança na história da personagem, que perdeu força no folhetim. Em 1995 viveu uma das personagens mais marcantes de sua carreira, a histérica Paula da novela História de Amor, uma mulher fina e requintada que perde totalmente a classe quando o assunto é Dr. Moretti, seu ex-noivo. A perua ainda tem esperanças de reconquistá-lo e faz de tudo para evitar sua aproximação a qualquer outra mulher.









Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!