Topo

12 itens básicos que ninguém deveria compartilhar, pelo bem da saúde

Comente

Nós, brasileiros, somos um povo bem prestativo e isso por um lado é bom, afinal, somos conhecidos como gente acolhedora e calorosa para com o próximo. Só que esse perfil por vezes também pode colocar em risco a nossa saúde, especialmente ao compartilharmos certos objetos.

Isso porque determinados itens não devem ser compartilhados com outras pessoas, pelo bem da própria saúde. Apesar de tudo, porém, seja por ignorância ou mesmo por não acreditar na veracidade disso, muita gente acaba deixando de lado essa recomendação, o que costuma ser um grande erro. Dito isso, portanto, é hora de apresentarmos alguns dos itens cujo compartilhamento não é recomendado. Veja!

Os objetos que não devem ser compartilhados com terceiros

12 itens básicos que ninguém deveria compartilhar, pelo bem da saúde

Brincos

Muitas mulheres não costumam ver problemas em compartilhar brincos, afinal o buraco da orelha já está bem cicatrizado e isso não oeferece risco, certo? Errado. O problema é que ao colocar o brinco podem ocorrer pequenas lesões na mucosa da orelha, resultando em sangue na joia ou fungos na pele, dessa forma, ao compartilhar o brinco, pode haver um risco de contaminação. Por isso não se deve compartilhar brincos e piercings.

Chinelos

Veja também:

Outro objeto comumente compartilhado é o chinelo. Seja em casa ou na praia, um chinelo sempre acaba parando em um pé diferente do de seu dono. Mas saiba que esse hábito inocente pode trazer males à sua saúde, pois é muito fácil acumular fungos e bactérias nos pés.

Caso a higienização dos pés e das unhas não seja feita de forma correta é possível sofrer com micose, pé de atleta e frieiras. Isso quer dizer que, compartilhar chinelos é o mesmo que colocar a saúde em riso.

Fones de ouvido

Outro objeto muito compartilhado, principalmente pelos mais jovens, é o fone de ouvido. Pois saiba que essa prática inocente de pedir um fone emprestado pode resultar em alergia ou infecção, especialmente se o item for nos modelos intra auriculares, que aumentam a umidade dentro dos ouvidos e podem aumentar a quantidade de bactérias presentes no local.

Pinças

As pinças são outros objetos com os quais as pessoas não têm muito cuidado. Até mesmo em salões de beleza as pessoas compartilham a mesma pinça por não terem um contato com a mucosa, mas o que poucos sabem é que elas podem conter gotas de sangue e fungos da pele. Por isso não compartilhe pinças com ninguém. Outra dica é ferver por alguns minutos antes de de usá-la, evitando o acúmulo de microorganismo.

Sabonete em barra

Segundo especialistas, tudo o que precisa ser manipulado diretamente com as mãos é menos higiênico, sendo esse o caso do sabonete em barra. E quando esse tipo de sabonete é utilizado por mais de uma pessoa, ele se torna mais anti-higiênico ainda, podendo ser uma fonte de transmissão de doenças causadas por fungos e bactérias.

Uma opção para evitar a contaminação é cada pessoa da casa ter seu próprio sabonete, ou compartilhar apenas sabonete líquido, pois assim apenas a quantidade de produto que sair do frasco será usado em seu corpo e ambiente, não contaminando o restante do frasco.

Toalhas

Segundo especialistas, as toalhas também podem acumular bactérias e fungos, uma vez que ficam úmidas por muito tempo. Isso significa que, quando compartilhada por outras pessoas, se torna um meio de transmissão desses micro-organismos.

Buchas e esponjas de banho

Esses dois objetos usados para higiene costumam acumular muita umidade, ou seja, também acumulam facilmente diversos fungos e bactérias, sendo importante que cada membro da família tenha o seu. Uma dica para evitar que um use a esponja do outro é adotar cores diferentes, assim ninguém se confunde.

Lâminas de barbear e fazer depilação

As lâminas ficam em contato direto com a pele e podem conter fungos e bactérias, além do mais são cortantes, logo, pode conter também gotas de sangue, sendo um instrumento de contaminação caso seja compartilhada.

Desodorantes

O desodorante é um item que também não deve ser compartilhado, principalmente os modelos roll-on. Isso porque os desodorantes entram diretamente em contato com a pele, portanto, caso a pessoa tenha se depilado e passado desodorante na região, já contaminou o produto, podendo trazer risco a quem for usar da próxima vez.

Protetores labiais

Da mesma forma que a pele possui microorganismo causadores de doenças, a boca também pode ter alguns contaminadores, como por exemplo, herpes labial. Por isso é importante não compartilhar protetores labiais e batons.

Pedra pomes

De acordo com dermatologistas, a pedra pomes é usada com a finalidade de tirar a camada de pele morta dos pés. Ou seja, nela fica acumulada grande quantidade de fungos e bactérias, razão pela qual não deve ser compartilhada.

Cortador de unha

Na maioria das vezes as unhas podem conter fungos causadores de micose e candidíase e quando um cortador de unha é compartilhado pode haver uma contaminação. Por isso procure evitar compartilhar e sempre ferver o cortador depois de usar para matar qualquer microorganismo que esteja presente no mesmo.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!


Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: