A grande Muralha da China vista da Lua: verdade ou mito?

Comente

Durante muito tempo aprendemos diversos fatos interessantes sobre alguns dos pontos mais importantes do mundo. Uma das mais importantes da metade oriental chama-se Muralha da China. Poucas pessoas nunca ouviram falar nela. Mas algo que sempre ouvimos falar da Muralha da China é em relação ao fato de ser a única construção feita pelo homem que poderia ser visto da Lua sem a necessidade de se utilizar qualquer tipo de equipamento.

Mas será que isso realmente tem alguma verdade ou não passa de um mito?

muralha-china-vista-de-lua

De acordo com levantamentos histórico, a primeira vez que o fato surgiu foi no ano de 1938, muito antes de qualquer ser humano pisar em solo Lunar. A afirmação encontra-se no livro  Second Book of Marvels. Nele, Richard Halliburton escreveu: Os astrônomos dizem que a Grande Muralha é a única obra humana, no nosso planeta, visível a olho nu a partir da Lua.

Destruindo mitos

Mas pesquisadores modernos acreditam que isso não deve passar de uma mentira muito bem contada que acabou entrando para os livros de história como se fosse uma verdade absoluta. Há alguns anos atrás já se levantava a hipótese de que isso não poderia ser verdade, e o motivo é relativamente simples.

Toda a muralha foi erguida e construída com materiais que estavam ao redor, como areias e pedras. Por isso, seu aspecto acaba não conseguindo se ressaltado quando de uma distância tão grande quanto a lua. Mas o fato não poderia ter sido confirmado ou desmentido até o ano de 1969, quando aconteceu a primeira chega do homem na lua.

Muitos livros, mesmo aqueles que foram publicados posteriormente, acabaram preferindo continuar contando uma verdade que havia sido dita sem qualquer prova ao invés de confiar no que declararam pessoas que foram na Lua e que alegaram categoricamente que não é possível enxergar a Muralha da China daquela distancia.

Alan Bean, tripulante da missão Apollo 12 disse: “A única coisa visível da Lua é um bela esfera, principalmente branca, com algum azul e manchas amarelas. E aqui e ali alguma vegetação verde. Nenhum objeto feito pelo homem é visível a esta escala.”

O mito acabou ganhando força com algumas imagens que foram captadas pela Estalão Espacial Internacional (EEI). Apesar de a EEI orbitar cerca de 1000 vezes mais próxima que a Lua, continua a ser um desafio observar a Grande Muralha sem ajuda ótica, conforme reconheceu Yang Liwei, o primeiro astronauta chinês, que disse não a ter conseguido ver.

Nas imagens que foram mostradas não existe a possibilidade de se reconhecer a muralha na sua totalidade, e sim apenas pequenos fragmentos dela. E mesmo assim, estes fragmentos só podem ser reconhecidos quando as pessoas se utilizam de instrumento como as teleobjetivas. Mas algumas outras construções acabaram conseguindo ser identificadas da Estação Espacial, como grandes barragens, autoestradas e as pirâmides do Egito.

Mas da Lua mesmo, a única coisa que se pode enxergar sem nenhum tipo de instrumento é o contorno dos continentes.


Notícias relacionadas


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!