9 ideias turísticas polêmicas que estão se tornando tendência nos últimos anos

Comente

Viajar a passeio é naturalmente um dos desejos mais comuns daqueles que querem aproveitar as férias. O detalhe, porém, é que muitos dos que viajam com frequência já não se interessam tanto assim pelas opções tradicionais de turismo.

Esse cenário de certa forma acaba dando margem para o surgimento de algumas ideias turísticas bem diferentes, que com o tempo acabam conquistando bom público.

Em determinados casos, no entanto, as novidades também podem causar certa estranheza e até alguma polêmica a princípio, por mais que acabem se tornando tendência com o passar do tempo. Para ilustrar isso, mostramos a seguir alguns exemplos de ideias turísticas inusitadas. Confira!

Ideias turísticas curiosas e polêmicas

Glamping

glamping

Simplificando o conceito, o glamping é na prática uma espécie de “camping com glamour”. É um tipo de acampamento dedicado a quem não gosta da ideia de dormir no mato em barracas apertadas ou enfrentar os típicos perrengues de um camping tradicional.

A ideia gera polêmica entre os mais conservadores porque muitos acreditam que, dessa forma, o conceito de camping perde sua essência. Apesar disso, tem crescido o número de interessados em explorar essa nova versão turística.

Menu extravagante

menu-extravagante

Já pensou em comprar um Martini por algo em torno de US$ 10 mil? E pagar US$ 5 mil em um hambúrguer, que tal? Pois bem, essa é a ideia por trás de alguns hotéis de luxo que apostam em um menu extravagante para atrair clientes.

Na prática, a verdade é que nem mesmo os hóspedes mais abastados financeiramente se dispõem a pagar um valor tão alto em itens desse tipo. Mas o detalhe é que na maioria das vezes a intenção dos estabelecimentos é só chamar a atenção da mídia, o que se traduz de certa forma em uma publicidade gratuita. Uma estratégia de marketing bastante inusitada, concorda?

Fechaduras eletrônicas

fechadura-eletronica

Aqui temos um detalhe que se tornou tendência já em muitos hotéis ao redor do mundo: os cartões eletrônicos que substituem as chaves das portas. A ideia é bastante interessante, já que em tese, proporciona maior segurança aos hóspedes.

Apesar disso, não são raros os casos de pessoas que acabam se deparando com a temida luz vermelha que impede a entrada no quarto. E é justamente aí que reside a polêmica: muita gente ainda prefere a boa e velha chave, que raramente deixa o hóspede na hora da pressa.

Resorts intimistas

mega-resort

Se a partir da década de 70 os chamados “Mega Resorts” se tornaram os queridinhos dos viajantes que visitam lugares badalados como Caribe e Las Vegas, uma tendência recente vem remando justamente na contramão dessa ideia.

Hoje em dia já são muitas as pessoas que buscam fugir da badalação e optam por resorts de caráter mais intimista e atendimento personalizado. Nesse conceito, as muitas piscinas, casas noturnas, restaurantes, cassinos e afins, dão lugar a um atendimento mais individualizado e decoração minimalista, que transmitem a ideia de aconchego.

Atrações de gelo

atracoes-de-gelo

Muitos brasileiros gostam da ideia de visitar alguns países onde o frio é recorrente para aproveitarem as atrações disponíveis no gelo. Essa tendência, no entanto, gera polêmica entre uma grande parte dos turistas de outras regiões do mundo.

Isso porque a quantidade de casacos – e roupa em geral – necessária a quem pretende aproveitar as atividades nesses lugares costuma ser grande, e sem contar que atrações como bares de gelo, por exemplo, limitam as visitas a cerca de 30 minutos por pessoa, o que limita o encanto da coisa.

Obsessão pela tecnologia

obsessao-tecnologia

Uma tendência até certo ponto futurista para a rede hoteleira, inclui a existência de robôs-concierge, experiências imersivas e serviços de quarto comandados por tablet. A ideia, naturalmente, encanta os aficionados por tecnologia, no entanto, gera polêmica entre os que apreciam mais o contato humano.

Leia também:

Turismo em torno de tragédias

turismo-tragedias

Em uma visita a Nova York, muita gente aproveita para conhecer um pouco a história do atentado de 11 de setembro. Da mesma forma, quem vai à Polônia faz planos para conhecer Auschwitz de perto.

A ideia se repete em muitas outras regiões que já foram palco de grandes tragédias e hoje são pontos turísticos famosos. Esse conceito, no entanto, levanta uma série de questionamentos: não seria desrespeito visitar esse tipo de lugar? Não há implícito aí algum tipo de exaltação exagerada? As polêmicas geralmente surgem daí.

Turismo com animais

turismo-casais-liberais

Visitar lugares com animais exóticos e selvagens para apreciar, é uma prática turística ainda muito comum ao redor do mundo. Selfies com tigres, passeios de elefantes e shows de golfinhos e baleias ainda são atrações muito valorizadas por turistas, mas a ideia costuma levantar polêmica pelo fato de em muitos casos, os animais sofrerem uma exploração desnecessária, inclusive, vivendo longe do habitát natural.

Turismo para casais liberais

Por fim temos aqui uma opção turística para casais que querem fugir da rotina e dar uma “agitada” na vida sexual. Tanto no Brasil quanto no exterior, os interessados conseguem encontrar hoje uma série de resorts, pousadas e cruzeiros destinados especialmente aos casais que desejam conhecer novas pessoas e experimentar fantasias eróticas. Confira algumas das opções:

  • Arraial D’Ajuda – nesse destino baiano, a Pousada Solar das Vertentes é uma das referências quando o assunto é turismo para casais liberais. Localizado nas proximidades do aeroporto de Porto Seguro, o lugar é especializado na criação de eventos intimistas e exclusivos, onde é permitida até mesmo a prática do naturismo.
  • Cruzeiro de oito dias por Itália, Croácia e Eslovênia – uma empresa chamada Desire Cruises, disponibiliza viagens de cruzeiro onde o uso de roupa é opcional e as festas para os casais liberais são pra lá de animadas. Os navios geralmente contam com apresentações de performances provocativas, eventos na piscina e até “playrooms”, que são uma espécie de cama para sexo coletivo.
  • Resort em Cancún – destinado apenas a pessoas com mais de 21 anos, o Temptation Resort Spa é o lugar ideal para casais que buscam novidade na relação. Por lá o topless é permitido e o entretenimento sensual garantido. O lugar disponibiliza uma piscina para relaxamento, uma para pratica de espores e outra justamente para a diversão mais picante, que por sua vez é coordenada por uma equipe do estabelecimento.
  • Jamaica – os casais brasileiros que pensam em conhecer a Jamaica, podem aproveitar a estadia para dar uma apimentada nas coisas. Isso porque o resort Hedonism II é exclusivo para adultos e fica em uma praia de nudismo no vilarejo de Negril. O lugar oferece festas temáticas diariamente, além de piscina ao ar livre e banheira de hidromassagem.
  • Flórida, nos Estados Unidos – destino de muitos brasileiros, a Flórida também reserva opções interessantes para os casais liberais. Uma delas, por exemplo, é o Bliss Cruise, um cruzeiro com piscinas onde o uso de roupas é opcional. A embarcação também é equipada com “playrooms”, mas até onde se sabe, transar em público não é permitido.
  • Ano Novo em Miami – considerada uma das cidades mais badaladas do mundo, a cidade de Miami também oferece eventualmente aos casais liberais, algumas opções interessantes para um turismo diferenciado. Uma opção, por exemplo, é um pacote de quatro noites em um iate com festa fechada para casais liberais. O ambiente deverá contar com sala de jogos temáticos para a interação dos casais, além do que, cada casal tende a receber uma garrafa de champanhe Veuve Clicquot à meia-noite. Não obstante, a programação inclui também uma visita à praia naturista Haulover Beach.



Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!