Publicidade

Cifra da música: Asa Branca - Luíz Gonzaga

Asa Branca 1.00/ 5 - 1
Comente

Essa cifra já foi acessada por 1063 pessoas.

A música Asa Branca fez muito sucesso quando foi gravada por Luíz Gonzaga. Quer conhecer a letra dela? Veja a letra de Asa Branca e cante.


Tom: C
C F
Quando oiei a terra ardendo
C G C
Qual fogueira de São João
F Fm
Eu perguntei a Deus do céu, ai
G C
Por quê tamanha judiação
F
Que braseiro, que fornaia
C G C
Nem um pé de prantação
F Fm
Por farta d'água perdi meu gado
G C
Morreu de sede, meu alazão
C F
Inté mesmo a asa branca
C G C
Bateu asas do sertão
F Fm
Entonce eu disse, adeus Rosinha
G C
Guarda contigo meu coração
F
Hoje longe muitas léguas
C G C
Numa triste solidão
F Fm
Espero a chuva cair de novo
G C
Pra mim vortá pro meu sertão
F
Quando o verde dos teus óio
C G C
Se espaiá na prantação
F Fm
Eu te asseguro, num chore não, viu?
G C
Que eu vortarei, viu, meu coração

___________________________________________________________________


Tablatura
-=======-


1ª Parte

E|----------------------------------
B|----------------------------------
G|----------0--0--------------------
D|----0--2--------2---3--3----------
A|--3-------------------------------
E|----------------------------------

2ª Parte

E|----------------------------------
B|----------------------------------
G|----------0--0--------------------
D|----0--2--------3--2--------------
A|--3-------------------------------
E|----------------------------------

3ª Parte

E|----------------------------------
B|----------------------------------
G|-------------0---0----------------
D|--------0-2---------3--2-----3----
A|--3--3--------------------3-------
E|----------------------------------

4ª Parte

E|----------------------------------
B|----------------------------------
G|----------------------------------
D|--2--2-0--0--2--0--0--------------
A|----------------------3-3---------
E|----------------------------------

1ª Parte
1 - Quando olhei a terra ardendo
2 - Que braseiro que fornalha
3 - Até mesmo a Asa Branca
4 - Hoje longe muitas léguas
5 - Quando o ver de longe teus olhos

2ª Parte
1 - Qual fogueira de São João
2 - Nenhum pé de plantação
3 - Bateu asas do sertão
4 - Numa triste solidão
5 - Se espalhar na plantação

3ª Parte
1 - Eu perguntei, ai, a Deus do céu, ai
2 - Por falta d'água perdi meu gado
3 - Então eu disse adeus Rosinha
4 - Espero a chuva cair de novo
5 - Eu te asseguro, não chore não viu

4ª Parte
1 - Por que tamanha judiação?
2 - Morreu de sede meu alazão.
3 - Guarda contigo meu coração.
4 - Pra mim voltar pro meu sertão.
5 - Que eu voltarei viu, meu coração.

Final: (Depois de tocar os 20 versos)

E|-------------------------------------------
B|--1----0-----------------------------------
G|----2-----0--2-----0-----------------------
D|----------------3-----2--3--0--2----0------
A|----------------------------------3----3--3
E|-------------------------------------------

E|-------------------------------------------
B|--1----0-----------------------------------
G|----2-----0--2-----0-----------------------
D|----------------3-----2--3--0--2----0------
A|----------------------------------3----3--3
E|-------------------------------------------

OU

D|-------------------------------------------
A|----------------------------2--------------
E|-15-0-12-0-9-0-7-0-5-0-3-0----2-0----------









Tablatura
-=======-

QUANDO OLHEI A TERRA ARDENDO
53 40 42 30 30 42 43 43

QUAL FOGUEIRA DE SÃO JOÃO
53 40 42 30 30 43 42

EU PERGUNTEI A DEUS DO CÉU AÌ
53 53 40 42 30 30 43 42 53 43

PORQUE TAMANHA JUDIAÇÃO
42 42 40 40 42 40 40 53 53

QUE BRASILEIRO QUE FORNALHA
53 40 42 30 30 42 43 43

NEM COM PÉ DE PLANTAÇÃO
53 40 42 30 30 43 42

POR FALTA DA ÁGUA PERDI ME GADO
53 53 40 42 30 30 43 42 53 43

MORREU DE SEDE MEU ALASÃO
42 42 40 40 42 40 40 53 53

ATÉ MESMO A ASA BRANCA
53 40 42 30 30 42 43 43

BATEU ASAS DO SERTÃO
53 40 42 30 30 43 42

ENTÃO EU DISSE ADEUS ROSINHA
53 53 40 42 30 30 43 42 53 43

GUARDA CONTIGO MEU CORAÇÃO
42 42 40 40 42 40 40 53 53

HOJE LONGE MUITAS LÉGUAS
53 40 42 30 30 42 43 43

NESTA TRISTE SOLIDÃO
53 40 42 30 30 43 42

ESPERO A CHUVA CAIR DE NOVO
53 53 40 42 30 30 43 42 53 43

PRÁ EU VOLTAR POR MEU SERTÃO
42 42 40 40 42 40 40 53 53

QUANDO O VERDE DOS TEUS OLHOS
53 40 42 30 30 42 43 43

SE ESPALHAR NA PLANTAÇÃO
53 40 42 30 30 43 42

EU LHE ASSEGURO NÃO CHORE NÃO VIU
53 53 40 42 30 30 43 42 53 43

QUE EU VOLTAREI VIU MEU CORAÇÃO
42 42 40 40 42 40 40 53 53

© THIAGO CIFRAGENS






Quer fazer alguma correção nesta cifra?

Para enviar você precisa efetuar um cadastro gratuito no site.
Caso já tenha um cadastro, preencha com seu usuário e senha ao lado.


Comentários (0) + Postar comentário


Nenhum comentário postado. Seja o primeiro a comentar!